CRedit: Taxonomia para a Contribuição de Autores

. 26 de Janeiro de 2022
https://credit.niso.org/

Atualmente há um interesse maior para todos os atores da investigação científica, nomeadamente, os investigadores, agências de financiamento, instituições académicas e editores, para que se identifique a contribuição individual de cada ator na produção científica, isto é, quem fez o quê. 

Alguns editores já exigem que os autores submetam juntamente com o artigo, uma declaração da contribuição de cada autor. 

A metodologia denominada Contributor Roles Taxonomy (CRedit) tem sido adotada para a atribuição de contribuições, vinculando-as aos metadados do artigo e a um identificador persistente do autor (ex: ORCID). A taxonomia CRedit surgiu por se considerar que a maioria das convenções sobre a contribuição individual dos autores não representa a variedade de funções que os investigadores têm para os artigos. Desta forma, CRedit é uma taxonomia, que pode representar a contribuição de cada autor em 14 funções específicas.

O projeto PUB IN disponibilizou documentação de apoio sobre o CRedit no seu website, onde além de abordar a contribuição individual de cada autor numa produção científica, apresenta formas de implementar na prática numa revista assim como no contexto da marcação SciELO Portugal.

Susana Costa

Membro do Gabinete de Gestão de Informação Científica, Repositórios e Ciência Aberta dos Serviços de Documentação e Bibliotecas da Universidade do Minho.

Tags:

Categorias: blogue & notícias, nacional, políticas, Pub In, revistas

Comentários encerrados.