Council Conclusions on research assessment and implementation of Open Science

. 7 de Julho de 2022

Prosseguindo o seu esforço na reforma dos sistemas e práticas de avaliação da investigação no sentido de as tornar transparentes e sustentáveis, (mais informações no artigo Rumo a uma reforma do sistema de avaliação da investigação), a Comissão Europeia emitiu a 10 de junho de 2022 as Council Conclusions on research assessment and implementation of Open Science.

Estas Conclusões resumem várias problemáticas anteriormente identificados, como o ênfase na quantidade da investigação ao invés da qualidade, o impacto negativo do foco excessivo nos indicadores quantitativos e num reduzido conjunto de resultados de investigação, e a necessidade de implementar uma reforma na avaliação da investigação que promova a justiça, a qualidade e as várias dimensões do trabalho de investigação, em todas as áreas do conhecimento.

O documento reconhece a necessidade de mudança patente em vários relatórios e estudos anteriores, e identifica três áreas de acção-chave destinadas a acelerar a implementação da Ciência Aberta em toda a Europa. Defende ainda uma maior diversidade de modelos de negócio para revistas e plataformas de acesso aberto, a retenção de direitos de propriedade intelectual pelos autores de publicações de investigação e reconhece a o papel das plataformas de publicação e infraestruturas como a Open Research Europe, OPERAS e OpenAIRE.

Por fim, advoga o desenvolvimento do multilinguismo nas publicações académicas europeias, no contexto da comunicação com a sociedade, particularmente a nível nacional e regional, e reconhece as iniciativas que o fomentam como a Declaração de Helsínquia sobre o Multilinguismo.

Poderá encontrar o documento integral aqui.

Antónia Correia

Membro do Gabinete de Gestão de Informação Científica, Repositórios e Ciência Aberta dos Serviços de Documentação e Bibliotecas da Universidade do Minho.

Tags:

Categorias: blogue & notícias, internacional, publicações & documentos

Comentários encerrados.